top of page
Buscar
  • Foto do escritordaniputnoki

Para quando você se fechar para alguém ou para o mundo

Atualizado: 5 de out. de 2022

Muro de Pedras, é o nome dado pelo Dr. John Gottman para quando nos retiramos de um conflito ou situação e nos fechamos transmitindo frieza, desaprovação e distanciamento. Por exemplo, quando ficamos quietos com braços cruzados e rosto tensionado, deixando claro que nada passa por esse muro. Quando paramos de escutar e falar, estamos com o corpo alí, mas a alma e a mente estão em outro lugar. Quando saímos e deixamos a outra pessoa falando sozinha. Quando nos ocupamos com mil tarefas para não estar presente. Lista que segue...



Nessas situações podemos estar emocionalmente sobrecarregados e psicologicamente no modo luta-ou-fuga. Um estado de estresse, que pode ter sido engatilhado pelo contexto todo ou por uma fala, um jeito de olhar, um tom de voz. Com isso podemos explodir ou nos fechar (e até implodir). Reconhecer que está vivenciando uma experiência interna difícil é muito importante para cuidar da sua saúde (não implodir) e da relação. Permite a escolha de expressar seu limite de forma respeitosa "Eu estou sem disponibilidade interna agora, preciso de um tempo antes de retomar a conversa".


Nesse tempo, de pelo menos 20 minutos (tempo mínimo fisiológico para o reequilíbrio emocional), é importante focar no seu bem-estar e se desprender das ruminações mentais sobre a discussão, as falhas da pessoa ou o que você deveria ter feito/dito.


Uma forma de focar no bem-estar é ancorar sua atenção gentil sobre o que está presente com você. Pergunte-se e abra-se.

Quais sensações percebo em meu corpo? Permita que fluam.

Reconheço sentimentos? Qual o nome deles?

O que eu preciso agora, nesse exato momento?


Pode ser que você precise de descanso, relaxamento ou ao contrário descarregar, se movimentar para aliviar a tensão. Talvez precise de alguém que te escute sem julgamentos e te apoie a acolher e compreender o que está passando. Ao se conectar com você, as respostas emergem e também escolhas do que fazer para atender suas necessidades.


Todo esse processo pode abrir muitas percepções sobre você, sobre as feridas que te levam ao estado de luta-ou-fuga. Isso é muito valioso para que cuide da sua saúde mental, emocional e física. Além de ampliar a perspectiva sobre como prosseguir com a situação atual que desencadeou o estresse.


Às vezes, esse momento autoconexão pode ser suficiente para estar inteira/o e voltar à conversa e ao contexto que te impactou. Talvez você se dê conta de que precisa de mais horas, dias, semanas para seguir em um diálogo produtivo. Independentemente de qual for sua verdade no momento, compartilhe com a pessoa. Mesmo que seja "Eu ainda não sei o que me incomodou tanto, preciso de mais tempo para assimilar e compreender antes de prosseguir. Não tenho clareza de quanto tempo preciso"


Comunicar com autenticidade o que se passa com você, ajuda a sair do padrão muro de pedras e desenvolver mais respeito, proximidade e sintonia na relação.


De acordo com Dr. John Gottman, Muro de Pedras é um dos "4 Cavaleiros do Apocalipse dos Relacionamentos", junto com Criticismo, Defensividade e Desprezo.


Para apoiar na percepção de como eles impactam seus relacionamentos e como você pode transformar seu olhar e comunicação para viver relações mais prazerosas e significativas. Leia os artigos sobre cada tema, clicando nas palavras grifadas.


Me conte como contribuiu com você?


Daniele Putnoki




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page